-->

#25 RESENHA: E se ela soubesse? - R. Christiny #favoritado

MIL QUOTES LINDOS

OLÁ paixões, sei que ando sumida, mil perdões, mas só Deus sabe quantas vezes tentei fazer essa resenha, ou o not desligava, ou a internet não funcionava, ou a inspiração sumia, é dificil escreve sobre um livro ao qual amamos muito, sobre um livro que a única coisa que você queria é te-lo em físico pra dormir do seu ladinho haah.. vamos lá




Livro: E Se Ela Soubesse?
Autora: R. Christiny
Editora: Lura
Número de Páginas: 304
Ano da edição: 2016

Avaliação:
Sinopse: Tenho algo para lhe contar. Calma, não se assuste, antes de tudo, preciso que se sente. Eu sei que isso pode fazer com que eu nunca mais a veja, mas preciso lhe dizer que eles têm razão; eu o matei. Sim, mãe, em minhas roupas está seu sangue, cada camisa minha tem o cheiro de outras vidas que eu tirei impiedosamente. Sei que não estava preparada para saber tudo isso, porém, precisava dizer a alguém o quanto eu ria enquanto passava lâmina por aquele corpo imundo. Espere... Não fuja, ainda não acabei. Há outra coisa que preciso lhe dizer. Estou sendo atormentado, mãe, ele voltou das cinzas, eu vejo seu corpo ensanguentado por toda parte, mas sabe qual é a pior parte? Ele quer se vingar. Sei o quanto isso é horrível, mas não me arrependo do que fiz. Antes que eu me esqueça, você precisa saber que eu vi uma linda mulher aqui, ela também pareceu ter gostado de mim, nossos olhos se encontraram e eu senti algo estranho, algo... bom. Mas ouça, mãe: ela não sabe os reais motivos de eu estar em um manicômio. Esse será um segredo nosso, preciso que não conte nada a ninguém, e acima de tudo, preciso que não conte nada a ela. Acha que pode fazer isso? 
                                                                         ●●● 

O livro irá girar em torno do mistério da vida do protagonista James, que possui em sua ficha criminal uma série de assassinatos incluindo a suspeita de ter matado sua própria filha, por causa dessa extensa ficha ele é dado como louco e internado em um manicômio onde filmes de terror são fichinhas comparado ao que ele vive.
Os "médicos" são terríveis, maltratam e dopam James com frequência, pois é o único jeito de se manterem a salvo das agressões do protagonista, a única pessoa que James pode considerar sua amiga, é Jane, uma enfermeira mais velha a qual encontra o carinho de uma mãe, ele jamais tentou fazer mal à ela, assim é para esta enfermeira que ele confidencia alguns segredos inclusive as cartas que ele escreve para sua mãe, e infelizmente nunca possui retorno..

“Éramos tratados como animais selvagens, e acho que nunca me acostumaria com isso" 
Era rotina as sessões de tortura e as altas doses de remédios, os enfermeiros atribuem a isso o fato de James ser o mais violento paciente e ter altas alucinações, como um cara de garganta cortada, com capuz e rosto deformado que está sempre rindo de James, inclusive um dia James acorda com sangue no rosto, e nos faz pensar, até que ponto uma alucinação pode ser real?.

“Nunca mais serei completo, serei então a metade que você esqueceu d levar"
 James como parte da sua torturante rotina, é investigado por um agente do FBI, ao qual sempre pergunta do fato acontecido no dia 16 de agosto de 2010, nosso protagonista tem pavor de escutar essa data e se revolta quando a mesma é pronunciada, certo dia ele se envolve em uma briga e quase mata o agente do FBI, este teve que ser internado, passando a investigação sobre James para sua sobrinha Anna Godoy. .

“Um rosto completamente distorcido, parecia ter vindo diretamente do inferno... Tenebroso, mas era de onde vinha a maldita risada e por algum motivo, eu temi."
Na primeira sessão de interrogatório a beleza de Anna chamou muito a atenção de James, o qual ficou admirado e ligeiramente apaixonado por aquela mulher, mas a postura firme de Anna, o deixava furioso, o fato de ela saber cada passo que ele vai dar, como vai agir, fazia com que a vontade de matá-la aumentasse, mas como ele teria coragem de ferir aquela bela mulher?.

“Era como se om o olhar ela tivesse dito "Irei cuidar de você". E é como se eu soubesse, desde então, que seus cuidados iam além da obrigação."
Entretanto, o Natal está chegando e James sonha em sair daquele lugar para visitar sua mãe e a mesma explicar o porquê de não responder suas cartas, porém com seu péssimo comportamento era impossível que ele conseguisse sair dali, então começa  a bolar um plano de fuga, o único problema é que cada vez que ele era medicado esquecia o que aconteceu anteriormente, assim pede a ajuda de Jane, a qual de primeira se recusa a ajudar e acha uma enorme loucura, porém Anna começa a exigir que James não esteja dopado em suas seções, o que ajuda o nosso protagonista armar um pano de fuga..

“Meu coração apertou tanto, que eu pensei que tinha parado de bater"
Chegaaaa, não posso mais falar ou vou acabar dando mil spoilers, pois é a partir desse fato e da presença de Anna que a trama começa, onde nos envolvemos em um amor eterno por um psicopata assassino e alucinado, e queremos de todas as formas acreditar que ele não cometeu os crimes e saber o que tem de tão terrível no dia 16/08/2010. .
O fato do plano de fuga desencadeia uma série de acontecimentos que nós meros leitores jamais esperávamos, e quando achamos que já sabemos de tudo e que nada mais de surpreendente vai acontecer, a Renata nos dá motivos para desacreditar daquilo, a escrita dessa autora me lembrou muito os livros do Harlan Coben inclusive o fato de nos prender na leitura e não querer largar..

“Quanto mais eu achava estar passando dos limites, mais eu encontrava limites para ultrapassar."
Conheci o livro através do facebook da autora, e via muita gente falando bem do livro, então decidi criar uma conta na amazon, e ganhei aqueles cinco reais de crédito sabe? comprei alguns livros e no finalzinho decidi comprar E se ela soubesse? , comecei a ler e li em menos de um dia, acabei por ficar louca pois queria saber o que ia acontecer, precisava do segundo livro urgente, reuni uma grana e comprei o segundo livro, ao qual é tão incrível quanto o primeiro. E agora NECESSITO do ultimo.
Essa trilogia é algo que encanta o leitor, que surpreende a cada página e nos faz querer mais, a escrita da autora é leve e contagiante, o que faz querermos ler até sua lista de compras, o que possivelmente contenha "matar(amassar) todos os enlatados" pois o moça pra gostar de uma tragédia, a unica coisa que posso pedir pra você é que leiam e se encantem assim como eu me encantei.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Criado por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. voltar ao topo