#38 ||RESENHA|| O Filho do Imperador- Camila Antunes

Quando uma pessoa não é fã de romance e ama o livro significa que ele é incrível?... Ahh esse livro, ando tão chorona que choro em quase todos os livros de romance, este não é triste, mas alguns diálogos me deixaram com o coração apertado.



Livro: O Filho do Imperador
Escritora: Camila Antunes
Páginas: 206
Editora: Fragmentos
Avaliação:


Sinopse: As antigas Américas, que já não existem, agora são um continente formado por diversos reinos e o Império de Lima que, situado ao sul da Linha do Equador, tornara-se a maior potência mundial daqueles tempos. De sorriso fácil e personalidade doce, Karen Orleans era uma princesa no pequeno reino de Vera Cruz. Sua vida era tranquila, mesmo depois da morte precoce dos pais. Até o dia em que tudo mudou. De repente, ela se vê obrigada a afastar-se de tudo que mais ama para casar-se com um homem a quem mal conhece. Nem mesmo o fato de que, em alguns anos, ele se tornaria imperador de Lima e, consequentemente, o homem mais poderoso do mundo, é suficiente para fazê-la aceitar abandonar sua família e a vida que conhecia. Diante da indiferença de seu irmão, o rei, aos seus sentimentos, Karen vai à Lima como fora planejado, porém, determinada a voltar para casa sem qualquer compromisso matrimonial. O que ela não previu, entretanto, é que a viagem seria mais longa do que esperava e que tudo, absolutamente tudo, pode acontecer durante o verão equatorial."
                                                                         ●●● 
Karen, uma princesa que acaba de completar seus quinze anos, já passou por mais coisas nessa vida do que podemos imaginar, quando pequena perdeu seus pais e vive apenas com seu irmão,  Killian Orleans rei de Vera Cruz porém nos últimos anos parece que o amor que ele sentia por ela diminuiu, principalmente agora que quer obriga-lá a se casar com alguém que não ama. A desgraça da vida da garota aconteceu, quando a peste suína sofreu uma mutação e começou a matar humanos, depois da terceira guerra mundial, assim levando seus pai, ela tinha certeza que se sua mãe estivesse ali, ela não a obrigaria se casar..

"Os sofrimentos do mundo não estavam nos planos de Deus. Somos nós que repetidamente os causamos. Os homens estão cegos, vivendo suas vidas egoistamente.
Como os pai deles antes de morrer havia oferecido a mão de sua filha Karen, para o primogênito do Imperador do reino de Lima, em troca da vacina contra peste, a moça teria que honrar esse compromisso. Mas ela não iria facilitar para ninguém.
 Karen, sabia que ao se casar com Sales, herdaria uma coroa maior, mas a princesa nunca foi interesseira e sim muito doce e querida por todos, e tinha mania de sempre sorrir. Porém Sales a julgou mal, chamando-a de falsa e interesseira por ter um sorriso fácil, que pessoas assim jamais seriam de confiança. Killian ficou irritado com a atitude do futuro imperador, pois não aceitaria que sua irmã se cassasse com alguém que a impediria de sorrir, sim Killian ainda amava a sua irmã..

"E ele sabia, como sempre soubera, o quanto era importante para o império que guardasse o coração.
Quando nossa protagonista achou que estava salva de se meter em um casamento arranjado, eis que Roque, o caçula se oferece para cortejar a moça, e no final se ela aceitar se casariam, deste modo contra sua vontade a princesa, juntamente com seu irmão viajam para Lima, e mal ela imagina que ali tudo mudaria. E possivelmente um amor surgiria, e ela teria que escolher entre fazer o certo, ou que seu coração manda..

"Foi seu desejo de faze-lo feliz, que me deu vontade de fazê-lo feliz.
Um romance fofinho, com reis, princesas, imperadores, juntamente com milhares de questões sociais e proibições. Um mundo distópico com realeza. Uma obra com tudo para dar certo.
O livro vai mostrar as dúvidas de uma garota de 15 anos, que apesar de carregar um fardo em suas costas, ou melhor, uma coroa em sua cabeça, tem sentimentos como todas as outras garotas da sua idade, tem sonhos em se formar e conhecer o amor verdadeiro. Clichê? Não, realidade.
Nas primeiras pagina eu ficava "não entendo porque escolhi romance", mas me deixei levar e me apaixonei pelo enredo, e o final foi tão meigo, tão meigo que fiquei querendo mais.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Criado por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. voltar ao topo