Confissões de uma garota excluída, mal amada e (um pouco dramática)- Thalita Rebouças


Alouuu brasil, polo norte e China, hoje trago uma resenha do livro maravilhoso da thalita, a resenha ficou meio grande pois estou treinando á fazer resenhas completas( a pedido de um parceiro)... Então não vou enrolar muito aqui... Vamos lá

Confissões de uma Garota Excluída, Mal-Amada e (um pouco) DramáticaSinopse: "Tetê acaba de se mudar com a família toda para Copacabana, no Rio de Janeiro, para a casa dos avós. O lindo e espaçoso apartamento da Barra da Tijuca em que morava teve que ser vendido, pois com a crise o pai foi demitido, e o resultado é que a vida dela virou de cabeça para baixo. Além de perder a privacidade, tendo que dividir o espaço com cinco parentes malucos que brigam o tempo todo, ela perdeu todas as suas referências. A única coisa que a deixa feliz é cozinhar. E, claro, comer as delícias que faz. O lado bom foi se livrar do antigo colégio, no qual sofria bullying por causa de seu jeito peculiar. Sem contar sua desilusão amorosa... O problema é que ela está apavorada, porque agora tudo será novo e estranho, com o ensino médio, com a nova escola, e sem conhecer ninguém. E morre de medo de ser excluída ou de sofrer bullying novamente. Ela está bem mal, para dizer a verdade. Ou talvez seja um pouco de drama, porque já no primeiro dia as coisas parecem ser um pouco diferentes... Pelo jeito, tudo vai mudar, e para melhor."


Confissões de uma garota excluída, mal-amada e (um pouco) dramática tem como tema o Bullying, que é tão comum nas escolas. Tetê é uma garota realmente excluída, é gordinha, não cuida do cabelo e não tem nenhuma vontade de se vestir de acordo com as roupas da moda, ou seja, um alvo ambulante para os colegas maldosos. Para piorar, seu nome não ajuda sua causa, seu pais resolveram juntar os nomes dos Avôs e o resultado foi Tearina. Nada fácil a vida dela, né?
A situação na casa de Tetê complica quando seu pai perde o emprego, então, a família precisa mudar e acaba indo morar na casa do Avô e Avó maternos dela. Com isso, a menina muda de escola e acaba descobrindo um mundo diferente. Nessa nova escola ela faz amigos, mas continua sofrendo com os comentários da menina popular da escola, Valentina. Por acaso, Tetê logo se apaixona pelo gatinho da sala, que descobre ser namorado de Valentina e a relação só piora.
As coisas na casa dela também não são fáceis, ela tem que conviver com sus pais que estão por um fio de se separar, com seus avós e seu biso, que divide o quarto com a menina e ronca igual a um trator. E sua mãe que insiste que a menina tem que ir a um psiquiatra pois não ter amigos aos 15 anos era algo inacreditável, e a pobre menina devia ter algum problema.
O bom do livro é que os personagens secundários fazem toda a diferença, Zeca ( Pelo Amor de Getúlio) Davi (um amigo nerd, fofo),  faz com que o livro seja perfeito em todos os aspectos.
A história de davi também é fascinante, ele perdeu os pais ainda pequeno e seu irmão mais velho foi estudar fora da cidade, então ele tem que cuidar e conviver com seus avós, Thalita relata muito sobre esse amor entre netos e avós, algo que eu achei incrível.
Bom eu vi muito de mim mesma na Tetê, principalmente por ela ser atrapalhadinha. Eu também tinha muita dificuldade em falar com meninos nessa idade e achei que ela representou muito do que eu fazia na época – virava uma matraca e falava sem filtros. Acho que o livro tem temas com os quais todos podem se identificar, como bullying, família e namoros. Também gostei muito do humor da personagem, seus pensamentos geralmente eram o que me faziam cair na risada durante a leitura.
Li algumas resenhas que falavam que a escritora tinha sido preconceituosa pois fez a menina mudar o visual para se aceitar melhor, eu acho ao contrário ela mostrou que mesmo todos nos botando para baixo, dizendo que somos feios e coisas do tipo, se acreditarmos em nós mesmos podemos dar a volta por cima e nos sentir bem, exatamente como tetê fala "mudar um pouquinho por fora, pode ajudar muito por dentro", na minha opinião a autora quis mostrar o lado da autoestima da personagem, que era tão baixa que ela não se arrumava e não mostrar que é preciso estar "deslumbrante" para ser aceita.
A leitura é leve, mas tão leve que você lê a metade do livro em uma hora e não sente, e vale lembrar que eu quase morria rindo no sozinha no ônibus, parecia uma louca. Recomendo muito esse livro para os adolescentes pois ele nos faz refletir bastante sobre o bullying, nos colocar no lugar de quem pratica e de quem sofre.... Nota: 5/5 
Quotes:
A gente costuma pôr a culpa das coisas nos outros e em geral espera que os outros mudem, que o mundo mude, mas a verdade que descobri é que nada muda. Mas se a gente der um passo, um passinho que seja em direção a fazer algo diferente pela gente mesma e modificar quem a gente ém plim! A mágica acontece e tudo muda ao nosso redor!
"... todos precisam de um Zeca na vida. Não para mudar simplesmente. Mas para a gente se aceitar e se gostar como a gente é...". 
.Não dói e não custa tentar sair da nossa zona de conforto. Se ficar ruim, a gente volta para ela. Mudar só um pouquinho por fora pode mexer um muitão por dentro. 
“A gente costuma pôr a culpa das coisas nos outros e em geral espera que os outros mudem, que o mundo mude, mas a verdade que eu descobri que nada muda. Mas se a gente der um passo, um passinho que seja em direção a fazer algo diferente pela gente mesma e modificar quem a gente é, plim! A mágica acontece e tudo muda ao redor! 

3 comentários:

  1. esse seria um livro que estaria no ultimo da minha lista, mas só pelo motivo de não ser meu tipo de leitura... mas sua resenha está ótima... continue assim!
    beijos

    ResponderExcluir
  2. EU SÓ QUERO DIZER QUE ESTOU EM UM RELACIONAMENTO SÉRIO COM ESSA CAPA T-T Tão linda, e eu amo TANTO essas cores. Confesso que achei que fosse ser uma história sobre uma garota que sofre por amar, o mais clichê possível, mas, quebrei a cara heueheu Sua resenha me deixou encantada e com toda certeza ele foi para minha wishlst <3 quero tanto ler!
    Beijão
    Sentimentos Apurados | Facebook | Instagram

    ResponderExcluir

Criado por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. voltar ao topo